HomeNotícias > Detalhe

Notícias

Consórcio Santa Quitéria esclarece população durante audiências públicas promovidas pelo Ibama

25/11/2014
Na abertura da audiência pública de Santa Quitéria, o presidente das Indústrias Nucleares do Brasil – INB, Aquilino Senra, falou sobre a importância desse encontro com os moradores. “Audiência pública é o momento de tirar dúvidas. Não é um embate, não é uma disputa. É uma oportunidade de esclarecimentos. Porque todo empreendimento tem suas vantagens e evidentemente tem seus impactos. E as vantagens têm que ser maiores que os impactos”, afirmou.

O Projeto Santa Quitéria consiste na instalação de um complexo mínero-industrial dedicado à lavra e beneficiamento da jazida Itataia, onde o fosfato encontra-se associado ao urânio, no município de Santa Quitéria (CE). As audiências públicas promovidas pelo Ibama fazem parte do processo de licenciamento ambiental do empreendimento, que tem o objetivo de produzir fertilizantes fosfatados para agricultura, fosfato bicálcico para alimentação animal e concentrado de urânio para produção do combustível que gera energia elétrica nas usinas nucleares brasileiras.

 “O Brasil é uma potência agrícola. Especialistas dizem que em 2020, nosso país estará produzindo aproximadamente 40% da demanda de produtos agrícolas do planeta. Mas é um gigante com pés de barro porque importa quase a totalidade de insumos necessários para os fertilizantes, que são o potássio (importação de 75%) e o fosfato (50%). Aqui no Ceará nós temos uma grande jazida que tem o fosfato associado ao urânio. E o Consórcio Santa Quitéria está aqui para transformar esses minérios em desenvolvimento que beneficiará a população  deste estado”, destacou Aquilino Senra.

Em cada audiência, após as apresentações dos representantes do Ibama, da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), do Consórcio Santa Quitéria (formado pela INB e pelo Grupo Galvani), a empresa Arcadis Logos, responsável pela elaboração do EIA/RIMA, apresentava os principais pontos dos estudos realizados, mostrando no que consiste o Projeto Santa Quitéria, os impactos que o empreendimento trará e como esses impactos serão mitigados. Em seguida, era aberta a inscrição para os interessados em fazer perguntas ou dar um depoimento.

A INB levou às audiências técnicos de Caetité (BA), Caldas (MG), São Paulo e Fortaleza (CE) preparados para responder dúvidas não apenas sobre o Projeto Santa Quitéria especificamente, mas também sobre o processo de mineração de urânio, a segurança do processo e dos trabalhadores, o ciclo do combustível nuclear, como é feito o monitoramento ambiental, radioatividade e saúde.

Surgiram muitas perguntas sobre Caetité, onde está localizada a única mina de urânio em operação no país. O diretor de Radioproteção e Segurança Nuclear da Cnen, Ivan Salati, fez questão de ressaltar que a fiscalização de todo o processo realizado na unidade é contínua. “A Cnen tem um inspetor residente e ele vai praticamente todo dia à mina. E, além disso, nós fazemos inspeções com uma periodicidade constante e bastante intensa em diversas áreas da instalação”, esclareceu.

O Consórcio Santa Quitéria está à disposição para prestar esclarecimentos pelo e-mail contato@consorciosantaquitéria.com.br ou no Centro de Informação, localizado na Rua Antônio Sabóia, 484/Loja 2B, no Centro de Santa Quitéria.

COMPARTILHE NAS MÍDIAS SOCIAIS:

Espaço INB: Praça Catedral, 23 - Centro de Caetité | Telefone: 77-3454.3600
Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h.